quinta-feira, 18 de agosto de 2016

TEUS INIMIGOS TE DEIXARÃO EM PAZ

TEUS INIMIGOS TE DEIXARÃO EM PAZ
Leia pouco e aprenda muito

Quando fazemos a vontade de Deus em sua plenitude Deus nos guarda totalmente, fazendo que até mesmo os nossos inimigos nos deixem em paz.
“Quando os caminhos do homem agradam ao Senhor, faz que até os seus inimigos
tenham paz com ele.” (Provérbios 16:7)
Enquanto Salomão foi fiel ao Senhor teve paz com todos os inimigos de Israel, mas quando começou a pecar Deus levantou inimigos para afrontá-lo:
Pois sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e seu coração já não era perfeito para com o Senhor seu Deus, como fora o de Davi, seu pai; Salomão seguiu a Astarote, deusa dos sidônios, e a Milcom, abominação dos amonitas. Assim fez Salomão o que era mau aos olhos do Senhor, e não perseverou em seguir, como fizera Davi, seu pai. (1 Reis 11:4-6)
Consequência:
O Senhor levantou contra Salomão um adversário, Hadade, o edomeu; o qual era da estirpe real de Edom. E foi adversário de Israel por todos os dias de Salomão, e isto além do mal que Hadade fazia; detestava a Israel, e reinava sobre a Síria. Também Jeroboão, filho de Nebate, efrateu de Zeredá, servo de Salomão, cuja mãe era viúva, por nome Zerua, levantou a mão contra o rei. (1 Reis 11:14,25-26)
Existe a vontade de Deus plena e a permissiva. Quando fazemos a vontade de Deus integralmente, ele se agrada de nós e nos protege totalmente. Temos um grande exemplo na Bíblia, quando Pedro foi solto da prisão de uma forma sobrenatural:
“Levantando-se o sumo sacerdote e todos os que estavam com ele (isto é, a seita dos saduceus), encheram-se de inveja, deitaram mão nos apóstolos, e os puseram na prisão pública. Mas de noite um anjo do Senhor abriu as portas do cárcere e, tirando-os para fora, disse: Ide, apresentai-vos no templo, e falai ao povo todas as palavras desta vida. Ora, tendo eles ouvido isto, entraram de manhã cedo no templo e ensinavam.”
(Atos 5:17-21)
Por outro lado, Paulo de Tarso desobedeceu ao Espírito Santo e sofreu a consequência, sendo preso e levado a Roma para ser julgado, onde tudo indica que ele acabou sendo condenado e morreu:
“Demorando-nos ali por muitos dias, desceu da Judeia um profeta, de nome Ágabo; e vindo ter conosco, tomou a cinta de Paulo e, ligando os seus próprios pés e mãos, disse: Isto diz o Espírito Santo: Assim os judeus ligarão em Jerusalém o homem a quem pertence esta cinta, e o entregarão nas mãos dos gentios. Quando ouvimos isto, rogamos-lhe, tanto nós como os daquele lugar, que não subisse a Jerusalém. Então Paulo respondeu: Que fazeis chorando e magoando-me o coração? Porque eu estou pronto não só a ser ligado, mas ainda a morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus. E, como não se deixasse persuadir, dissemos: Faça-se a vontade do Senhor; e calamo-nos.”
(Atos 21:10-14)
“Quanto a mim, já estou sendo derramado como libação, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.”
(2 Timóteo 4:6-8)
Foi permissão de Deus. Paulo poderia ter tido outro destino, mas não ouviu o aviso do Espírito Santo, através do profeta Ágabo. Não foi exatamente um pecado, foi a sua decisão. Mas teve a sua consequência. Deus avisou e ele não ouviu. Quando Deus te disser: “Não vá por esse caminho”; Ouça. Quem avisa amigo é. Não confunda aviso com ameaça. Quando um cego é avisado que há um buraco à frente, ele certamente sabe que se não se desviar cairá nele.
Portanto, se quer ser grandemente abençoado, faça a vontade de Deus em sua plenitude, ouça sempre o Espírito Santo e não despreze as profecias; e até teus inimigos te darão paz.

Deus abençoe,
R. S. Chaves



 Aqui você encontra bíblias
em mais de 40 idiomas.
São mais de 250 arquivos
nos formatos PDF, EPUB e MOBI.
Baixe gratuitamente.



quinta-feira, 11 de agosto de 2016

IRAI-VOS, E NÃO PEQUEIS

IRAI-VOS, E NÃO PEQUEIS
Leia pouco e aprenda muito

A ira em si não é um pecado, mas o que fazemos quando ficamos irados pode ser muito grave. Quando nos iramos o diabo aproveita a ocasião para nos jogar uma seta; ele tenta nos induzir a fazer coisas terríveis, até mesmo agredir a pessoa que nos irritou até o ponto de ficarmos irados.
“Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira; Nem deis lugar ao Diabo.” (Efésios 4:26-27)
Se você é uma pessoa iracunda, ou seja, se ira facilmente; deve pedir a Deus para te dar longanimidade e mais autocontrole.
“O homem iracundo suscita contendas; mas o longânimo apazígua a luta.” (Provérbios 15:18)
“Sabei isto, meus amados irmãos: Todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.”
(Tiago 1:19-20)
Muitas pessoas estão hoje na cadeia por terem dado lugar ao diabo no momento em que se iraram. Vemos notícias nos noticiários de pais matando filhos, filhos matando pais, irmãos matando irmãos, etc. O arrependimento vem, mas já é tarde. Arrependimento não dá vida ao morto. Quem cometeu um homicídio pode alcançar o perdão de Deus, mas a consequência jamais poderá ser removida.
O diabo age tanto no crente quanto no descrente; sempre usando um para provocar e incitando o outro que está sendo provocado. Ele consegue amplificar os nossos sentimentos. Por isso muitas pessoas chegam ao ponto de matar num momento de raiva. Portanto devemos ter domínio sobre a nossa ira, freando os nossos ímpetos.

Deus abençoe,
R. S. Chaves

Vocabulário:
Ímpeto: Movimento impulsivo, violento e repentino.
Iracundo: Pessoa que demonstra um humor irascível ou é propenso à ira.
Longanimidade: Pessoa que suporta as adversidades e que prossegue em seu empenho, apesar dos obstáculos; Bondade que faz desprezar as ofensas; paciência.




 
 Aqui você encontra bíblias
em mais de 40 idiomas.
São mais de 250 arquivos
nos formatos PDF, EPUB e MOBI.
Baixe gratuitamente.

 

quinta-feira, 28 de julho de 2016

DEUS VIVO

DEUS VIVO
Leia pouco e aprenda muito

Meus irmãos, devemos ter muito cuidado com o que dizemos, principalmente quando estamos falando com Deus. Nosso Deus está sempre atento ao que pronunciamos, através dos seus santos anjos, que nos guardam e nos socorrem sempre que necessitamos (desde que peçamos a sua ajuda em nome de Jesus). Muita gente diz: “Meus Deus, não sei porque o irmão fulano é assim, sério, cabisbaixo, etc.” Ao ouvir esse tipo de comentário Deus pode colocar a pessoa na mesma situação do irmão, para aprender na prática. Outros também ficam julgando os irmãos, ou seja, criticam, utilizando adjetivos; Ora, isso é julgar. A palavra diz:
Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados.” (Lucas 6:37)
Não esqueça: Nosso Deus é o Deus vivo:
Mas o Senhor é o verdadeiro Deus; ele é o Deus vivo e o Rei eterno, ao seu furor estremece a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação.” (Jeremias 10:10)
Muitos irmãos entram em tribulação por causa da sua própria língua.
“Todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, esse é homem perfeito, e capaz de refrear também todo o corpo. Ora, se pomos freios na boca dos cavalos, para que nos obedeçam, então conseguimos dirigir todo o seu corpo. Vede também os navios que, embora tão grandes e levados por impetuosos ventos, com um pequenino leme se voltam para onde quer o impulso do timoneiro. Assim também a língua é um pequeno membro, e se gaba de grandes coisas. Vede quão grande bosque um tão pequeno fogo incendeia. A língua também é um fogo; sim, a língua, qual mundo de iniquidade, colocada entre os nossos membros, contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pelo inferno. Pois toda espécie tanto de feras, como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se doma, e tem sido domada pelo gênero humano, mas a língua, nenhum homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal. Com ela bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procede bênção e maldição. Não convém, meus irmãos, que se faça assim.” (Tiago 3:2-10)
Por isso evite tribulações desnecessárias. Leia a palavra. Estude a palavra. Medite a palavra. Viva a palavra. Peça sabedoria a Deus. Aprenda a viver o Evangelho na prática e seja feliz com Jesus.

Deus abençoe,
R. S. Chaves




Aqui você encontra bíblias
em mais de 40 idiomas.
São mais de 250 arquivos
nos formatos PDF, EPUB e MOBI.
Baixe gratuitamente.



segunda-feira, 18 de julho de 2016

MISERICÓRDIA QUERO, E NÃO SACRIFÍCIOS

MISERICÓRDIA QUERO, E NÃO SACRIFÍCIOS

A palavra nos ensina que Deus não se agrada de sacrifícios de animais. Esses sacrifícios foram proibidos com o novo sacerdócio. A morte de Jesus na cruz foi o último sacrifício aceito pelo Deus Altíssimo. Se algum espírito pede qualquer tipo de sacrifício, não é de Deus.
Mesmo no Velho Testamento Deus já estava dizendo que não queria sacrifícios, mas misericórdia:
“Vinde, e tornemos para o Senhor, porque ele despedaçou e nos sarará; fez a ferida, e no-la atará. Depois de dois dias nos ressuscitará; ao terceiro dia nos levantará, e viveremos diante dele. Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como a chuva serôdia que rega a terra. Que te farei, ó Efraim? Que te farei, ó Judá? Porque o vosso amor é como a nuvem da manhã, e como o orvalho que cedo passa. Por isso os abati pelos profetas; pela palavra da minha boca os matei; e os meus juízos a teu respeito sairão como a luz. Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.” (Oséias 6:1-6)
No Novo Testamento Jesus citou essa mesma palavra, ensinando que os pecadores alcançam a misericórdia de Deus, desde que se arrependam dos seus pecados.
Estando ele à mesa em casa, eis que chegaram muitos publicanos e pecadores, e se reclinaram à mesa juntamente com Jesus e seus discípulos. E os fariseus, vendo isso, perguntavam aos discípulos: Por que come o vosso Mestre com publicanos e pecadores? Jesus, porém, ouvindo isso, respondeu: Não necessitam de médico os sãos, mas sim os enfermos. Ide, pois, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifícios. Porque eu não vim chamar justos, mas pecadores.” (Mateus 9:10-13)
Jesus exorta ao arrependimento:
“Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” (Mateus 4:17)
Mais uma vez Jesus diz que quer misericórdia e não sacrifícios:
“Naquele tempo passou Jesus pelas searas num dia de sábado; e os seus discípulos, sentindo fome, começaram a colher espigas, e a comer. Os fariseus, vendo isso, disseram-lhe: Eis que os teus discípulos estão fazendo o que não é lícito fazer no sábado. Ele, porém, lhes disse: Acaso não lestes o que fez Davi, quando teve fome, ele e seus companheiros? Como entrou na casa de Deus, e como eles comeram os pães da proposição, que não lhe era lícito comer, nem a seus companheiros, mas somente aos sacerdotes? Ou não lestes na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa? Digo-vos, porém, que aqui está o que é maior do que o templo. Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifícios, não condenaríeis os inocentes. Porque o Filho do homem até do sábado é o Senhor.”
(Mateus 12:1-8)
Existem outros tipos de sacrifícios que são feitos atualmente, como jejuns, votos, etc. Mas nada disso adianta se você não tem compaixão do teu próximo. Em Hebreus o seu autor nos ensina a ofertar sacrifícios de louvor:
“Por ele, pois, ofereçamos sempre a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. Mas não vos esqueçais de fazer o bem e de repartir com outros, porque com tais sacrifícios Deus se agrada.” (Hebreus 13:15-16)
No Livro dos Salmos:
“Ofereçam sacrifícios de louvor, e relatem as suas obras com regozijo!”
(Salmo 107:22)

Em Romanos Paulo nos exorta a apresentar os nossos corpos como sacrifício vivo:
“Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:1-2)
Ele quer dizer que devemos nos transformar totalmente, deixando de fazer a vontade da carne, deixando de fazer a nossa própria vontade, mas a vontade de Deus. Este é o verdadeiro sacrifício aceito pelo Deus Altíssimo atualmente: Nada de jogos, nada de vícios, nada de prostituição; amar ao próximo como a si mesmo; não deixar de ir para a igreja para ficar assistindo TV, etc. Ou seja: Isenção total do pecado e cumprir a vontade de Deus em sua plenitude.

Deus abençoe,
R. S. Chaves





Aqui você encontra bíblias
em mais de 40 idiomas.
São mais de 250 arquivos
nos formatos PDF, EPUB e MOBI.
Baixe gratuitamente.



domingo, 26 de junho de 2016

AS APARÊNCIAS ENGANAM

AS APARÊNCIAS ENGANAM

Quem diria? Um simples carpinteiro, filho de um carpinteiro, sem boa aparência, foi o Messias de Israel, o filho de Deus. Desta forma Jesus se apresentou para provar os corações dos homens. Somente os humildes o reconheceram.
“Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do Senhor? Pois foi crescendo como renovo perante ele, e como raiz que sai duma terra seca; não tinha formosura nem beleza; e quando olhávamos para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos. Era desprezado, e rejeitado dos homens; homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” (Isaías 53:1-5)
“Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? E não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele. Então Jesus lhes dizia: Um profeta não fica sem honra senão na sua terra, entre os seus parentes, e na sua própria casa.” (Marcos 6:3-4)
Nos dias atuais continua acontecendo a mesma coisa: Deus usa pessoas simples e humildes para abençoar o seu povo e somente os humildes as aceitam. Muita gente acha que é só o pastor que pode ser usado para profecia ou cura. Grande equívoco. Deus usa quem quer, quando quer e onde quer. Não se iluda com as aparências. Se alguém vier lhe entregar uma profecia, receba; não o trate mal, mesmo que pareça muito pesada. Peça confirmação a Deus e ele vai te responder; afinal nós servimos a um Deus vivo. Lembre-se como Jeremias foi mal tratado ao entregar profecias pesadas ao povo de Deus.

Deus abençoe,
R. S. Chaves







sábado, 25 de junho de 2016

ACERCA DA TRANSFORMAÇÃO

ACERCA DA TRANSFORMAÇÃO
Leia pouco e aprenda muito

Deus nos chama como estamos, mas requer a nossa transformação. Há um provérbio popular que diz: “pau que nasce torto até a cinza é torta.” É falso. Um bom marceneiro desentorta qualquer peça de madeira. A madeira é trabalhada com fogo e água, até desentortar. Da mesma forma ele trabalha conosco, corrigindo os nossos erros, as nossas falhas, os nossos maus hábitos, etc. Ele nos leva para o deserto, passamos pelo vale, passamos pelas águas, etc. É o jeito que ele nos ensina. Quando estamos em dificuldades os nossos ouvidos ficam mais atentos.
“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2)
Nas igrejas costumamos ouvir centenas de testemunhos sobre salvação, libertação e transformação. Quando o ser humano dá lugar, Deus ajuda. Não duvide. Deus liberta o homem do vício, qualquer que seja. Quando o ser humano aceita Jesus, Deus perdoa todos os seus pecados, quaisquer que sejam. Deste momento em diante passamos a ter uma segunda chance para mudar nossas vidas. Neste momento deixamos de ser criaturas para nos tornar filhos de Deus.
“Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.” (João 1:12-13)
Não seja teimoso. Se você tem maus hábitos, procure mudar. Nós crentes devemos ser exemplo para o mundo. Nunca diga: eu sou assim mesmo. Peça para Deus te ajudar a mudar. Deus ajuda a quem o pede.

Deus abençoe,

R. S. Chaves





Aqui você encontra bíblias
em mais de 40 idiomas.
São mais de 250 arquivos
nos formatos PDF E EPUB
Baixe gratuitamente.



sexta-feira, 24 de junho de 2016

SEJA FELIZ COM JESUS

SEJA FELIZ COM JESUS
Leia pouco e aprenda muito

Felicidade todo mundo quer, o dinheiro ajuda mas não compra. Da mesma forma que há pobres felizes há muitos ricos infelizes. Os ricos também sofrem com depressão, com doenças incuráveis, com filhos viciados, etc. Sem Jesus não dá pra ser feliz. O evangelho é uma estrada. É o único caminho para chegar ao céu. Jesus nos diz:
“Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:28-30)
“Tenho vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16:33)
O evangélico também sofre neste mundo, com perseguições e com as mesmas dificuldades que os descrentes têm, mas nós temos algo a mais: Deus nos ajuda na caminhada; e mesmo com todas as dificuldades temos paz no coração, pois sabemos que quando partirmos deste mundo recebermos um corpo imortal. Jesus não engana ninguém:
“Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, eu vos digo, mas antes dissensão: pois daqui em diante estarão cinco pessoas numa casa divididas, três contra duas, e duas contra três; estarão divididos: pai contra filho, e filho contra pai; mãe contra filha, e filha contra mãe; sogra contra nora, e nora contra sogra.” (Lucas 12:51-53)
Quando aceitamos Jesus nossos próprios familiares muitas vezes se voltam contra nós, mas aprendemos a viver o evangelho e muitos deles acabam se convertendo também. Temos que ser persistentes e pedir sabedoria a Deus para lidar com toda situação reversa. Bem-aventurado é aquele que é fiel a Deus, que tem uma boa situação financeira, tem saúde e a sua família está no caminho do Senhor. Ser rico não é pecado. Pecado é colocar as riquezas acima de Deus. Tenha paz com Jesus e seja feliz.

Deus abençoe,
R. S. Chaves

Bem-aventurado: Mais do que feliz.





Aqui você encontra bíblias
em mais de 40 idiomas.
São mais de 250 arquivos
nos formatos PDF E EPUB
Baixe gratuitamente.